Archives

“Um sonho intenso”, documentário montado por três associadas, estreia dia 23

23.ABR.15 | Nesta quinta feira, 23 de abril, estreia o documentário “Um sonho intenso”, de José Mariani. Junto do próprio Mariani, assinam a montagem do filme três associadas da edt.: Célia Freitas, Fernanda Bastos e Helena Lent. O documentário, que fez parte da seleção do festival “É Tudo Verdade” em 2014, estará em cartaz em salas de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Lançando mão de depoimentos de intelectuais e de material de arquivo, “Um sonho intenso” apresenta reflexões sobre a história social e econômica do Brasil, dos anos 30 até os dias de hoje.

Fernanda Bastos falou sobre o processo de montagem do filme:

“Aprendi demais neste filme, sobre o nosso ofício e sobre o Brasil. O material era riquíssimo, tanto o filmado agora como as imagens de arquivo, que foram usadas com muita parcimônia por opção estética mesmo. Foi muito duro deixar tanta coisa boa de fora, mas editar é escolher.”

 

O documentário “Um sonho intenso” pode ser visto nas seguintes salas:

Rio de Janeiro:

– Espaço Itaú Botafogo
Praia de Botafogo, 316

– Cine Arte UFF
Rua Miguel de Frias, 9. Icaraí, Niterói

São Paulo:

– Espaço Itaú Frei Caneca
Shopping Frei Caneca
Rua Frei Caneca, 569 (3º piso), Consolação, Centro, SP

Brasília:

– Espaço Itaú Brasília
Shopping Casa Park (2º piso)
SGCV Sul, Lote 22 – Guará

 

Trailer:

Com montagem de Nina Galanternick, o premiado “Casa Grande” estreia essa semana

15.ABR.15 | Chega aos cinemas na quinta-feira, 16 de abril, o premiado longa metragem “Casa Grande” – estreia na ficção do diretor Fellipe Barbosa. A montagem do filme é assinada pela associada Nina Galanternick em parceria com Karen Sztajnberg.

O longa explora questões de classe e privilégio através da história de Jean, um adolescente rico que luta para escapar da superproteção dos pais, secretamente falidos. Enquanto a casa cai, os empregados têm que enfrentar as inevitáveis demissões.

“Casa Grande”, que tem Marcello Novaes, Suzana Pires e Clarissa Pinheiro, no elenco, recebeu 13 prêmios em festivais nacionais e internacionais, incluindo o de melhor montagem na VII Janela Internacional de Cinema do Recife.

Nina nos falou sobre o processo de montagem:

“A maioria das cenas foram filmadas em planos-sequencia, então uma tarefa importante e demorada era a escolha do melhor take. O material bruto era muito rico e cheio de informações, um grande desafio foi escolher quais informações deixar no filme e quais omitir, oferecendo lacunas ao espectador, mas com muito cuidado para que não se tornassem abismos. Além disso, o Fellipe desenvolveu uma gramática fílmica que é tão forte quanto o conteúdo do roteiro. Esse grau de exigência formal, que nem todos os filmes têm, é o grande diferencial de ‘Casa Grande’, e o que potencializa a história ali contida”.

“Casa Grande” entra em cartaz nos cinemas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Goiânia, Salvador, Recife, Porto Alegre, Fortaleza e Curitiba, com distribuição da Imovision.

 

 

Trailer:

Irmã Dulce, montado por Tainá Diniz, estreia dia 27 de novembro

27.NOV.14 |“Irmã Dulce” narra a trajetória da beata indicada ao Nobel da Paz e chamada em vida de “Anjo Bom da Bahia” graças a sua dedicação abnegada aos necessitados, doentes e miseráveis. Capaz de atravessar Salvador de madrugada para amparar um menino de rua ou de pedir dinheiro a políticos em pleno palanque, Irmã Dulce enfrentou o preconceito, o machismo e os dogmas da igreja, além de sua própria doença respiratória, para construir sua obra social. Candidata à canonização, a religiosa reúne três qualidades definidoras dos brasileiros: fé, alegria e obstinação.

O filme foi dirigido por Vicente Amorim e montado por nossa associada Tainá Diniz (montagem adicional de Manga Campion e Eduardo Hartung, assistência de montagem de Rodrigo Ambar e Clarice Mittelman).

Tainá Diniz nos contou com exclusividade sobre o trabalho:

Uma característica importante do processo de edição do Irmã Dulce foi lidar com o prazo. Devido a data de lançamento, tínhamos um tempo determinado e curto para editar. Então abrimos mais frentes: uma em São Paulo, com o Manga, e outra no Rio, com o Edu, ambos focados em trechos específicos. Contamos também com dois assistentes e uma planilha para organizar tudo!

O que parecia um fator limitante acabou sendo uma das melhores surpresas do processo. Trabalhar com uma equipe grande foi um catalisador de idéias. Nossa troca de impressões e sentimentos fez com que o filme levasse o melhor de cada um. Ganhamos ao ter uma equipe integrada, dedicada e sincera.

Trailer:

Associados assinam série “Hoje é Dia de Música”

02.OUT.14 | A série “Hoje é Dia de Música” dirigida por Hugo Sukman foi montada pelas associadas Aline Vieira, Isis Mello e Nina Galanternick, e ainda por Pablo Ribeiro. A produção realizada pela Conspiração se iniciou há mais de dois anos e chega à tela do canal HBO, hoje, dia 2 de outubro, às 23h, e terá a cada quinta-feira um novo episódio.

Os dez episódios da série partem de momentos específicos para falar de cenários, épocas e pessoas que construíram, dia a dia, a história da música brasileira.

Com estética que remete aos grandes documentários musicais, a produção é apresentada pelo cantor e compositor Ivan Lins e pela cantora Mônica Salmaso, ambos intimamente ligados à música brasileira. Cada episódio de uma hora aborda um dia específico, e são apresentados em ordem não-cronológica. Utilizando entrevistas, imagens de arquivo, encontros entre personalidades e visitas a lugares relevantes, os apresentadores introduzem e comentam o conteúdo que conta a história de cada um desses dias.

O primeiro episódio é sobre o dia em que Tom Jobim, Vinicius de Moraes e João Gilberto cantaram pela primeira e única vez juntos o samba “Garota de Ipanema” e a importância dessa canção para a música brasileira.

Reprises:

06/10 – 9h05

07/10 – 17h

08/10 – 12h

Estreia “Helio Oiticica”, documentário montado por Vinicius Nascimento.

O documentário “Hélio Oiticica” oferece um olhar do próprio artista sobre sua vida e obra. Com estreia dia 31 de julho, o filme propõe um diálogo direto com o espectador, travado por meio de depoimentos e entrevistas históricas, e permeado por extenso material de arquivo inédito. É possível ouvir Oiticica narrando ideias que extravasam uma época e que ainda influenciam o pensamento contemporâneo.

O longa é dirigido por César Oiticica Filho e montado por Vinicius Nascimento, associado e membro do conselho fiscal da edt. A montagem contou ainda com a consultoria de Ricardo Miranda, falecido em março deste ano.

Sobre o trabalho, Vinicius nos contou com exclusividade:

“Destaco três aspectos especiais na montagem do filme.

A primeira foi poder contar com os conselhos “frame precisos” do meu querido amigo Ricardo Miranda, que infelizmente nos deixou este ano. Eu e Ricardo conversamos muito durante a montagem do Hélio e isso está no corpo do filme. Um exemplo é a sequência do Hélio desfilando na mangueira. Ricardo sabia que eu era apaixonado pela sequência do “A idade da terra”, que ele montou, onde o Tarcísio Meira está no meio de uma bateria de escola de samba. Então me propôs que eu usasse planos curtos, seguindo uma variação frame rítmica para reproduzir aquele “toque do tamborim” pedido pelo Glauber.

A segunda foi a estrutura “delírio ambulatório” que o Cesar (diretor do filme) quis seguir. Um filme penetrável que foi sendo construído conforme íamos entrando nele. Seguindo apenas a voz do Hélio, fomos criando experiências visuais das quais destaco o momento em que o cinema se transforma numa enorme Cosmococa.

A terceira foi o trabalho maravilhoso do pesquisador de imagem Antônio Venâncio, que durante todo o processo foi nos surpreendendo com achados incríveis que criavam, felizmente, verdadeiros terremotos na estrutura do filme.”

 

Trailer:

cartaz_helio_oiticica